Imprensa

Relatório Anual Sindan 2021

Relatório Anual Sindan 2021

Ainda sob os efeitos da pandemia, 2021 se mostrou mais um ano desafiador para a indústria de saúde animal. Este documento traz um apanhado das principais ações realizadas pelo Sindan no ano de 2021 nas áreas Técnica, Regulatória, Jurídica e Comunicação. Veja o...

ler mais

COMAC/Sindan antecipa tendências do mercado pet para 2021

O Brasil conta com o segundo maior mercado de produtos pets do mundo, segundo uma pesquisa da Euromonitor International. E a pandemia não impactou o crescimento do setor, que deve fechar o ano com um faturamento em torno de R$ 37 bilhões. Os bons resultados têm...

ler mais

Sindan na Mídia

Indústria de Cravinhos pode produzir vacina da covid. Emilio Salani fala sobre  a produção de IFAs no Brasil.

Laboratórios veterinários negociam produção da vacina contra a Covid-19.

Agronegócio oferece estrutura para ajudar a produzir vacinas contra a Covid-19.

Indústria de saúde animal quer ajudar a produzir vacinas contra a Covid-19.

Canal Rural: Veja como laboratórios de vacina animal se uniram para ajudar na luta contra a Covid-19.

Emilio Salani, do Sindan, explica como indústrias farmacêuticas veterinárias podem produzir vacinas contra a Covid-19

Agronegócio propõe iniciar produção de vacina contra a Covid-19 em cinco meses

 

“Vamos avaliar todas as possibilidades, considerando o potencial que o Brasil tem dentro do parque de produção de vacinas”, afirma Emilio Salani, do Sindan.

“Nosso parque fabril é bioseguro e validado pelo governo, e a indústria domina a tecnologia”, afirma Emilio Salani.

Brasil tem quase 30 fábricas de vacina para gado e só 2 para humanos. Emilio Salani fala sobre o desenvolvimento de medicamentos no país.
Famílias adquirem pets na quarentena e deixam os filhos mais felizes no Dia da Criança. Reportagem traz os dados do Radar Pet 2020.
Diante das dificuldades impostas pela pandemia, empresas do setor de saúde animal encontram dificuldade para importar matérias-primas.

Com o aumento dos custos de produção, medicamentos veterinários podem faltar e ficar mais caros, indica pesquisa realizada pelo Sindan.